Kotonoha no Niwa

Yo minna!

Hoje estou aqui trazendo uma coisa muito especial, que é um filme que eu resolvi fazer como uma “lembrancinha” de fim de férias, afinal, semana que vem eu já volto a ter o tempo contado (._.). Tem outras coisinhas que andei fazendo nessas férias, que até estão prontas, mas essas só vão sair no final da temporada. Agora falando especificamente desse filme, a ideia de traduzi-lo se instalou na minha cabeça assim que comecei a assisti-lo: porque sabia que seria algo que me emocionaria (todo mundo sabe que eu me emociono fácil lol), que emocionaria à alguns membros da staff do Dollars e que muito provavelmente, emocionaria a todo mundo que fosse assistir. Então vamos chorar um pouquinho juntos, que de vez em quando faz bem hahaha.

Aconteceu algo muito engraçado quando eu decidi traduzir esse filme: assim que eu acabei de abrir o arquivo da legenda para traduzir, o Gabe do Aenianos veio me perguntar qual grupo eu achava melhor para que ele começasse a traduzir o mesmo filme LOL. Como houve um “transmimento de pensação”, adivinhem só… Sim, resolvemos juntar forças e trabalhar nele, portanto, é com muito orgulho que estamos aqui trazendo esse filme lindíssimo, em parceria com o Aenianos novamente.

Falando um pouco da história do filme, vocês conhecem o Makoto Shinkai? Se responderam não, tenho certeza que o nome “5 Centímetros por Segundo” vocês já ouviram em algum lugar, certo? E se tiveram o bom gosto de assistir este filme (ou ler a novel), ou qualquer outro dos filmes do Shinkai (todos são muito bonitos e recomendados), vocês sabem exatamente do que eu vou falar agora. Kotonoha no Niwa, ou “O Jardim das Palavras”, é o mais novo filme deste diretor que sempre preza pelo lado emocional em suas obras, lançado em maio de 2013. Portanto, os gêneros que vocês vão encontrar aqui são drama, slice of life e romance.


Neste filme, vocês vão conhecer a história do Takao Akizuki, um garoto de 15 anos recém-entrado no colegial, que se sente angustiado com a rotina de seus dias, cuidando de casa, com um irmão mais velho prestes a se mudar e uma mãe totalmente ausente, além da situação financeira não estar muito boa. A única coisa que o motiva é o seu sonho de se tornar sapateiro e ter um futuro melhor. Nos dias de chuva, a sensação de andar no metrô lotado para fazer as mesmas coisas acaba se tornando insuportável, o que faz com que Takao sempre desça do metrô antes de chegar na estação próxima a sua escola e vá matar aula em um parque, com um lindo jardim japonês. Em um destes dias de chuva, ele acaba encontrando uma mulher misteriosa, aparentemente uma executiva de uns 25 a 30 anos, sentada no parque… tomando cerveja e se entupindo de chocolates logo pela manhã. No princípio, ele se sente incomodado com essa atitude dela, mas estando os dois no mesmo lugar, seria impossível manter o silêncio por muito tempo. Para a surpresa dele, ela recita um poema em Tanka* antes de ir embora. Nos próximos dias de chuva, Takao tornará a encontrar a mulher misteriosa no parque e os dois, inevitavelmente, começarão a interagir mais.


Bom, depois de duas temporadas de Chihayafuru, eu posso dizer que poesia japonesa anda me interessando cada vez mais hahahaha. Para quem não sabe o que é Tanka, vamos à explicação: Tanka significa “poema curto” em japonês, pois é um poema que deve ter 31 sílabas, na métrica de 5-7-5-7-7 sílabas por linha. Me esforcei ao máximo para traduzir estes poemas com uma métrica similar aos Tankas ditos e com os mesmos significados; infelizmente, uma ou duas linhas, passaram das 5 e ficaram com 6 sílabas lol, mas acho que dá para entender como a coisa funciona.

Se tem algo de ruim para eu falar desse filme, é só o fato dele ser muito curto para um filme lol. Ele tem 45 minutos e já é capaz de causar um “estrago” que fará com que vocês ao menos fiquem com os olhos cheios d’água… Imagino que se tivesse 2 horas de duração, eu mesma choraria um balde cheio (LOL). Mesmo sendo curtinho e com um desenvolvimento bem rápido da história (rápido até demais T_T), ainda assim é encantador. Cenários, trilha sonora, personagens… Acaba dando tempo o suficiente para se apegar a tudo isso e torcer para que as coisas deem certo no final. Por causa da duração do filme, a lição de moral dele acaba sendo “as coisas boas da vida sempre duram pouco” hahahahahahahahaha. Brincadeira, não é isso. Seria algo sobre aprender a caminhar com os próprios pés e seguir seu próprio caminho, seja ele um começo ou um recomeço.

Enfim, espero que gostem tanto quanto nós gostamos, e vamos aos links:~

*Links em upload

Kotonoha no Niwa [BD - 1080p] 

LINKS:[GDRIVE] [UpTobox]

TORRENT:[ShaKaw] [Fansubber] [Uniotaku]

Kotonoha no Niwa [BD - 720p] 

LINKS:[GDRIVE] [UpTobox]

TORRENT:[ShaKaw] [Fansubber] [Uniotaku]



Não esqueçam de atualizar os seus codecs.

2 comentários:

  1. É uma belíssima história, parei por aqui só para ter certeza que alguém além de mim soube apreciar a sutileza do desenrolar da obra!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir